A actividade de Private Equity do Grupo BPI começou, de forma não regular, logo após a sua fundação em 1981. Porém, a equipa de Private Equity apenas foi formada em 1995. Desde então, o Grupo BPI fez vários investimentos desde a sua criação e adquiriu uma experiência única neste campo em Portugal. Os principais marcos da actividade da área de Private Equity do Grupo BPI são:

1988: A Inter-Risco, sociedade de capital de risco foi fundada numa parceria entre o BPI e alguns investidores institucionais estrangeiros, tais como, Credit Lyonnais, IFC, 3i e outros investidores particulares. O capital social inicial era de Eur 3 Mn. Apesar do BPI ter seguido atentamente a actividade da Inter-Risco, os seus investimentos não financeiros mais significativos eram feitos directamente pelo próprio BPI.

1994: O BPI decidiu transformar a Inter-Risco na sociedade gestora dos seus investimentos de capital de risco. Nessa altura, a Inter-Risco geria uma carteira de investimento de Eur 7.5 Mn.

1995: Em consequência da reestruturação levada a cabo no Grupo BPI, a equipa de Private Equity foi formalmente estabelecida; foram constituídas duas sociedades holding (BPI-Capital e BPI-Participações), e a maior parte dos investimentos de capital do Grupo foram transferidos para estas e para a Inter-Risco.

O BPI adquiriu, através de uma oferta pública de aquisição, 100% do capital social da Inter-Risco.

O BPI e a agência governamental IAPMEI acordaram investir um total de Eur 4.75 Mn na área de Private Equity do Grupo. O IAPMEI investiu Eur 1.8 Mn através da aquisição de uma participação de 17% na Inter-Risco.

1996: Na sequência da aquisição por parte do BPI do Grupo BFE, as Empresas de Capital de Risco dos dois Grupos (Inter-Risco e Risfomento) foram fundidas.
A Inter-Risco iniciou a gestão do FRIE-Banco BPI Inter-Risco, um fundo para a reestruturação empresarial e para a internacionalização no montante de Eur 46.5 Mn.

1997: A holding BPI - Private Equity foi alocada à equipa de Private Equity, em substituição da BPI - Capital, entretanto reorientada para uma actividade diferente dentro do Grupo.

FRIE Inter-Risco, outro fundo de investimento de Eur 5 Mn, foi criado em parceria com o IAPMEI.

1998: O Banco Europeu de Investimento concedeu ao BPI um financiamento de Eur 10 Mn para financiar até 50% dos investimentos de capital de risco em PMEs efectuados pela área de Private Equity.

1999: Foi liquidado o Fundo FRIE - Banco BPI Inter-Risco, tendo as suas participações sido transferidas para a BPI Private Equity.
A carteira da área de Private Equity do Grupo BPI ultrapassou pela primeira vez os Eur 150 Mn, a valores de mercado.

2000: A BPI Capital foi de novo re-alocada para a área de Private Equity. No âmbito da reestruturação societária da área de Private Equity, foi criada a BPI Ventures que passou a agregar as principais participações da BPI Participações e da BPI Private Equity.

2001: Fusão das holdings BPI Participações, BPI Private Equity e BPI Capital por incorporação na BPI SGPS, tendo sido transferidas as suas participações para a BPI Ventures.

2003: Constituição do Fundo de Capital de Risco Caravela, primeiro fundo externo sob gestão da Inter-Risco, contando com o Fundo Europeu de Investimentos entre o seu grupo de investidores. Este fundo é dirigido a PMEs portuguesas em fase de expansão, dispondo de um montante total de Eur 30 Mn para investimento.

2005: O Grupo BPI adquiriu a participação de 17% do IAPMEI na Inter-Risco.

2007: A Inter-Risco encerra o período de investimento do Fundo Caravela e inicia o processo de fundraising para um novo fundo com um target de Eur 150 Mn.

Evolução recente da actividade Veículos de Investimento
História Política e Processo de Investimento
A Equipa Contactos