Linha de Apoio à Economia Covid-19 - Médias e Grandes Empresas do Turismo

Partilhe    

O BPI, o Turismo de Portugal, IP, o Banco Português de Fomento, S.A. (BPF) e as Sociedades de Garantia Mútua apoiam o emprego e a manutenção dos postos de trabalho das médias e grandes empresas do setor do Turismo.

Enquadramento

A Linha de Apoio à Economia Covid-19 - Médias e Grandes Empresas do Turismo é uma linha garantida, com dotação global de 300 milhões de euros e prazo de vigência até 31 de dezembro de 2021.

Esta linha surge para apoio imediato à tesouraria das Médias e Grandes Empresas do Turismo, cuja atividade foi fortemente impactada pelas restrições motivadas pelo agravamento da situação epidemiológica, que determinaram a suspensão ou o encerramento de determinados tipos de atividades, instalações e estabelecimentos.

Vantagens
  • Acesso a crédito em condições protocoladas mais vantajosas;
  • Possibilidade de conversão de 20% do crédito concedido em subsídio a fundo perdido, no caso de manutenção de postos de trabalho, com base na última folha de salários entregue e validada pela Segurança Social, antes da submissão da operação no portal banca, nos 12 meses subsequentes à contratação;
  • Sem necessidade de prestar garantias adicionais, para além da garantia prestado pelo sistema de garantia mútua;
  • Mitigação do risco de crédito através da partilha com o Sistema de Garantia Mútua (cobertura SGM de até 80% e FCGM de 100%);
  • Dispensa da aquisição de ações da Sociedade de Garantia Mútua (SGM).
Beneficiários
  • Médias Empresas (PME), tal como definido na Recomendação 2003/361/CE da Comissão Europeia, certificadas pela Declaração Eletrónica do IAPMEI, ou
  • Small Mid Cap e Mid Cap, como definido no Decreto-Lei n.º 81/2017, de 30 de junho, ou
  • Grandes empresas

com atividade em território nacional, que desenvolvam atividade principal ou secundária, nas listas de CAE elegíveis e que cumpram cumulativamente requisitos de elegibilidade.

Operações elegíveis

Tipo de operações / financiamento

  • Empréstimos de curto, médio e longo prazo

Operações elegíveis

  • Operações destinadas exclusivamente ao financiamento de necessidades de tesouraria.
Operações elegíveis

Montante máximo financiamento por empresa: 4.000 euros por posto de trabalho comprovados através da última folha de remunerações entregue e validada pela Segurança Social antes da da submissão da operação no Portal Banca (envio da operação de financiamento para análise da SGM).

Prazo

Prazo máximo: até 6 anos

Carência de capital: até 18 meses

 

Garantias
  • Garantia autónoma à primeira solicitação prestada pela SGM destinada a garantir até 80% do capital em dívida em cada momento;
  • Não poderá ser exigido ao Cliente, qualquer tipo de aval ou garantia complementar (pessoal ou patrimonial). Apenas poderá ser exigida entrega da livrança subscrita pelo Cliente.
Condições
Outras condições

Para mais informações, contacte qualquer Balcão ou Centro de Empresas e Institucionais ou consulte bancobpi.pt/empresas.

Notas

A presente informação tem natureza publicitária e não dispensa a consulta de informação pré-contratual e contratual legalmente exigida, não constituindo uma proposta contratual.

Contratação sujeita a aprovação prévia das entidades envolvidas e sujeita às condições definidas em função do perfil de risco para cada operação.