Saltar para o conteúdo
Content ID: PR_WCS01_UCM01130287

A Fundação "la Caixa" destina 1,5 milhões de euros a projetos de inovação ligados à Covid-19

Candidaturas ao Concurso Express do Programa CaixaImpulse até 15 de abril.

A Fundação "la Caixa" destina 1,5 milhões de euros a projetos de inovação ligados à Covid-19 | Banco BPI

A Fundação

Candidaturas ao Concurso Express do Programa CaixaImpulse até 15 de abril.

  • Está aberto o Concurso Express do Programa CaixaImpulse destinado exclusivamente a projetos que encontrem soluções face à emergência sanitária causada pela pandemia do coronavírus.
  • Esta iniciativa tem como objetivo impulsionar projetos inovadores que encontrem soluções para fazer face à COVID-19, através da prevenção, tratamento, monitorização ou ferramentas eficazes de diagnóstico.
  • Os projetos podem ser apresentados por centros de investigação, hospitais, universidades e fundações de Espanha e Portugal até 15 de abril no site www.caixaimpulse.com.
  • O Presidente da Fundação"la Caixa", Isidro Fainé, referiu: «Todos devemos contribuir para encontrar soluções para fazer face à crise sanitária e social gerada pela pandemia do coronavírus. Com iniciativas como esta, reafirmamos, mais uma vez, o nosso compromisso com a investigação para poder dar resposta a situações de emergência, como a que vivemos neste momento.»
  • A Fundação "la Caixa" iniciou em 2018 a sua implantação em Portugal, consequência da entrada do BPI no CaixaBank. Em 2019, destinou 20 milhões de euros a projetos sociais, de investigação, educativos e de divulgação cultural e científica.


A atual pandemia de coronavírus, que tem implicado a adoção de medidas de contenção a nível mundial com severas repercussões sanitárias e sociais, afeta já 183 países e mais de 1.275.000 pessoas, tendo já provocado 69.513 mortes em todo o mundo, segundo dados da Johns Hopkins University. Para apoiar a procura de novas vias no combate desta e de outras pandemias futuras, a Fundação "la Caixa" destina até 1,5 milhões de euros ao novo Concurso Express do Programa CaixaImpulse, dirigido exclusivamente a projetos vinculados à COVID-19.

O Presidente da Fundação"la Caixa", Isidro Fainé, referiu: «Todos devemos contribuir para encontrar soluções para fazer face à crise sanitária e social gerada pela pandemia do coronavírus. Com iniciativas como esta, reafirmamos mais uma vez o nosso compromisso com a investigação para poder dar resposta a situações de emergência, como a que vivemos neste momento.»
 

Concurso CaixaImpulse COVID-19 aberto até 15 de abril

O CaixaImpulse COVID-19, lançado há mais de uma semana, já despertou um grande interesse por parte da comunidade científica. Os centros de investigação, hospitais, universidades e fundações de Espanha e Portugal interessados em participar podem apresentar as suas propostas até 15 de abril.

Considerando o caráter excecional deste Concurso, serão apenas aceites projetos na área da investigação clínica e translacional (iniciativas que possam ser aplicadas em benefício da sociedade) que incluam tecnologias claramente focadas em encontrar soluções para a COVID-19. Adicionalmente, os projetos deverão apresentar resultados preliminares de atividades de validação prévias ou suficiente evidência científica do potencial de translação.

Os estudos apresentados podem incluir planos e ferramentas de prevenção, especificação de ferramentas de diagnóstico ou deteção precoce, desenvolvimento de novas terapias ou reposicionamento de tratamentos específicos, assim como o desenvolvimento de modelos de previsão ou estratégias de gestão de emergências, entre outros.

Uma vez selecionados, os projetos terão colocados à sua disposição recursos de acompanhamento especializado, com acesso a mentores e especialistas, que sejam necessários para o correto desenvolvimento das iniciativas, assim como um apoio financeiro que poderá ascender até 300.000 euros. O número de projetos financiados será de entre três e cinco e será determinado tendo em conta os critérios dos avaliadores e a excelência dos projetos.

Um processo de avaliação em duas etapas e uma rápida resolução

O processo de seleção dos projetos apresentados consta de duas fases. Na primeira, será feita uma pré-seleção das candidaturas com base numa carta de intenções. Na segunda fase, deverá ser apresentada uma proposta mais extensa do projeto, que será defendida numa entrevista com um painel de especialistas internacionais de diferentes âmbitos relacionados com a pandemia. Para assegurar a execução dos projetos o mais rapidamente possível, os resultados do Concurso serão divulgados em meados de maio.

Os critérios considerados na avaliação das propostas são os seguintes:

  • Implementação e equipa: viabilidade para implementar o projeto, considerando o alinhamento dos objetivos com as metas propostas, bem como a complementaridade da equipa.
  • Plano de desenvolvimento: capacidade do plano de desenvolvimento proposto para assegurar o cumprimento do roteiro/ roadmap de implementação do projeto.
  • Potencial de transferência: análise do potencial de mercado, verificando se foi corretamente identificado e dimensionado.
  • Impacto social: avaliação do impacto social nas fases de conceção, configuração e desenvolvimento.

A Fundação "la Caixa", com a saúde global

A aposta na investigação é um traço distintivo da Fundação "la Caixa". Neste sentido, destaca-se de forma muito substancial o apoio a centros de investigação de referência internacional que trabalham na investigação contra a COVID-19, como o Instituto de Salud Global de Barcelona (ISGlobal) e a IrsiCaixa. As suas equipas, com as quais a Fundação "la Caixa" mantém uma colaboração estável há já vários anos, trabalham em diferentes linhas de investigação no combate ao vírus, centradas quer na vacina como em novos fármacos.

Destaque ainda, no que respeita a concursos, para o lançamento pela Fundação "la Caixa", em conjunto com três fundações privadas, independentes e de referência na Europa, a Wellcome Trust (Reino Unido), a Fundação Volkswagen (Alemanha) e a Fundação Novo Nordisk (Dinamarca), de um Concurso para apoiar a investigação em medicina e saúde. O seu objetivo é apoiar projetos de investigação interdisciplinar que abordem a forma como a mobilidade global influencia a saúde em geral. Iniciativas como esta servirão também para dar resposta a possíveis cenários de crise como o gerado pela COVID-19.