Saltar para o conteúdo
Content ID: PR_WCS01_UCM01117900

BPI e Agência Nacional de Inovação apoiam startups portuguesas, através dos Prémios Empreendedor XXI

Iniciativa do BPI e do DayOne, divisão do CaixaBank e destina-se a reconhecer e acompanhar empresas inovadoras com menos de três anos de atividade.

BPI e Agência Nacional de Inovação apoiam startups portuguesas, através dos Prémios Empreendedor XXI | Banco BPI

BPI e Agência Nacional de Inovação apoiam startups portuguesas, através dos Prémios Empreendedor XXI | Banco BPI

Iniciativa do BPI e do DayOne, divisão do CaixaBank e destina-se a reconhecer e acompanhar empresas inovadoras com menos de três anos de atividade.

  • Prémios Empreendedor XXI são uma iniciativa do BPI e do DayOne, divisão do CaixaBank, e destinam-se a reconhecer e acompanhar empresas inovadoras com menos de três anos de atividade.  
  • Um dos maiores prémios ibéricos de empreendedorismo conta com o Alto Patrocínio do Ministério da Economia e o apoio da Agência Nacional de Inovação, através do Programa Born from Knowledge (BfK). 

  
O BPI vai voltar a distinguir as jovens empresas inovadoras com alto potencial de crescimento de Portugal nos Prémios Empreendedor XXI. A iniciativa é organizada pelo BPI e pelo DayOne – divisão do CaixaBank especializada em empresas tecnológicas inovadoras e respetivos investidores, e conta com o Alto Patrocínio do Ministério da Economia, evidenciando a importância do impulso ao crescimento de empresas inovadoras e empreendedoras.

Os prémios destinam-se a empresas inovadoras com menos de três anos de atividade e distinguem os seus projetos em duas categorias: territorial (2 regiões em Portugal e 17 em Espanha) e setorial (6 setores, a nível ibérico). As empresas interessadas poderão apresentar a sua candidatura através da página www.empreendedorXXI.pt até 4 de dezembro.

Para além dos prémios monetários (cinco mil euros para os vencedores territoriais e quinze mil euros para os vencedores setoriais), os vencedores terão acesso a programas de acompanhamento internacional que, de acordo com o seu perfil, os levarão a Silicon Valley para participar num programa organizado pela ESADE em colaboração com a Singularity University, ou à Universidade de Cambridge, onde é ministrado o curso internacional de crescimento empresarial para startups – Ignite Fast Track. Este prémio será também atribuído a 2 finalistas de cada categoria setorial.

Nas categorias territoriais em Portugal serão distinguidas as duas startups com maior impacto na área geográfica de origem, uma na zona Norte e Centro e outra em Lisboa, Sul e Ilhas.

As empresas candidatas concorrem igualmente, a nível ibérico, aos prémios setoriais, nas categorias AgroFood (indústria agroalimentar), Health (saúde), Senior (serviços para pessoas com +65 anos), Mobility (soluções de mobilidade), PropTech (serviços para o setor imobiliário) e Impact (projetos de impacto social).

A iniciativa conta com o Alto Patrocínio do Ministério da Economia e também com o apoio da Agência Nacional de Inovação (ANI), através do programa Born from Knowledge (BfK). Pelo segundo ano consecutivo, será entregue a distinção BfK à melhor empresa portuguesa "nascida do conhecimento" e que mais se tenha destacado em atividades de Investigação & Desenvolvimento (I&D). Para além do troféu "Árvore do Conhecimento", a startup vencedora receberá um prémio monetário no valor de cinco mil euros.

António Bob Santos, Administrador da Agência Nacional de Inovação, salienta: "O papel da ANI passa por incentivar o investimento privado em I&D e o aumento da capacidade nacional de inovação, nomeadamente através da ligação entre a ciência e as empresas, da promoção da inovação colaborativa e da valorização do conhecimento. A ANI, através do seu programa Born from Knowledge, associa-se aos mais importantes prémios de inovação do país, sendo a parceria com os Prémios Empreendedor XXI um bom exemplo disso mesmo". O Administrador da ANI acrescenta ainda que "apesar de o sucesso dos projetos das empresas candidatas não depender da conquista desta distinção, os Prémios Empreendedor XXI contribuem para o reconhecimento dos mesmos e dão um impulso importante para o seu sucesso no mercado."

Os vencedores serão conhecidos no primeiro semestre de 2020, no âmbito dos "Innovation Summits" que vão reunir os principais players do ecossistema empreendedor, tecnológico e investidor. Estas conferências de inovação, tecnologia e empreendedorismo irão acontecer em Lisboa e no Porto, no caso das categorias territoriais, e em Barcelona, no caso das categorias setoriais.
 
Empresas portuguesas em destaque na edição anterior
Na edição anterior candidataram-se 961 empresas inovadoras, das quais 300 portuguesas (um crescimento de 100% face à edição do ano anterior) e distribuíram-se cerca de 525 mil euros em prémios, tornando-se numa das iniciativas para empreendedores com maior relevância económica em Portugal e Espanha.

As startups Pro-Drone (Sul e Ilhas) e Exogenus Therapeutics (Norte e Centro) foram as vencedoras das categorias territoriais em Portugal. As portuguesas Seacliq – Lota Digital e HUUB foram as vencedoras das categorias setoriais Agro Tech e Commerce Tech, respetivamente. Estas vencedoras e as finalistas setoriais NU-RISE, PeekMed e LOQR, num total de sete empresas portuguesas, vencedoras e finalistas da 12ª edição dos Prémios Empreendedor XXI, participaram em programas de acompanhamento internacional em Silicon Valley e em Cambridge.

Os Prémios Empreendedor XXI, que se realizam em Portugal pelo terceiro ano consecutivo, são já uma referência para as startups nacionais e um avanço decisivo para impulsionar os melhores projetos de empreendedorismo do país.