Saltar para o conteúdo
Content ID: PR_WCS01_UCM01111106

BPI informa sobre emissão de 275 M.€ de valores mobiliários representativos de dívida muito subordinada (AT1)

BPI informa sobre emissão de 275 M.€ de valores mobiliários representativos de dívida muito subordinada (AT1) | Banco BPI

BPI informa sobre emissão de 275 M.€ de valores mobiliários representativos de dívida muito subordinada (AT1) | Banco BPI

  • A emissão de dívida perpétua AT1 será subscrita integralmente pelo CaixaBank.
  • A operação insere-se na estratégia do BPI de otimizar a sua estrutura de capital


O Banco BPI informa que decidiu realizar uma emissão de 275 milhões de euros de valores mobiliários representativos de dívida muito subordinada - instrumentos de capital Additional Tier 1 (AT1) – cujas condições foram hoje fixadas. A emissão será subscrita integralmente pelo CaixaBank, estando prevista a sua liquidação para o próximo dia 19 de setembro.

Esta emissão insere-se na estratégia do BPI de otimizar a sua estrutura de capital. A referida emissão terá um impacto positivo nos rácios consolidados de capital Tier1 e total do Banco BPI de 1.6 p.p. face a 30 de junho de 2019.

Os valores mobiliários têm um valor nominal de 500 000 euros, são emitidos a um preço de emissão de 100% e remunerados a taxa de juro fixa inicial de 6.50% até à 1ª call (taxa Swap 5 anos acrescida de um spread de 713.1 pontos base). Caso a call não seja exercida, a taxa do cupão será refixada de 5 em 5 anos com referência à taxa Swap a 5 anos naquele momento, adicionada do spread inicial.

As condições de pricing da emissão foram consideradas adequadas às atuais condições de mercado por um auditor independente.

Os valores mobiliários representativos de dívida muito subordinada (AT1) são dívida perpétua, com opção de reembolso antecipado pelo Banco a partir do 5º ano, trimestralmente em cada data de pagamento de cupão (sujeito a autorização da Entidade de Supervisão) e dispõem de um mecanismo automático de absorção de perdas ("temporary write-down"). A emissão é realizada ao abrigo do Programa Euro Medium Term Note.

Recorde-se que, em março deste ano, o BPI colocou 500 milhões de euros em Obrigações Hipotecárias a 5 anos com uma procura superior a 3.100 milhões. Essa operação assinalou com grande sucesso o regresso do BPI como emitente ao mercado institucional de dívida, e teve como objetivo financiar o crescimento previsto para a atividade do Banco, de acordo com o plano estratégico 2019-21.