Saltar para o conteúdo
Content ID: PR_WCS01_UCM01135274

Prémios Empreendedor XXI 2020

Portuguesa Fuel Save no top 3 das melhores start-ups de mobilidade.

Prémios Empreendedor XXI 2020 | Banco BPI

Prémios Empreendedor XXI 2020 | Banco BPI

Portuguesa Fuel Save no top 3 das melhores start-ups de mobilidade.

  • Start-up de Évora desenvolveu uma App de telemetria móvel para melhorar a eficiência das viagens de camiões de transporte, com um impacto positivo na competitividade do negócio e no ambiente.
  • BPI e Caixabank premeiam empresa portuguesa com bolsa para participar em programa de acompanhamento internacional
  • No total, cinco start-ups portuguesas foram nomeadas nas categorias de Mobility, AgroFood, Health e Senior.

A start-up FuelSave, com sede em Évora, ficou entre os três primeiros classificados na categoria Mobility dos Prémios Empreendedor XXI, que contou com a participação de 993 empresas de Portugal e Espanha. Outras quatro start-ups portuguesas foram nomeadas para diferentes categorias: Agri Marketplace (Agrofood); Delox (Health); iLoF - intelligent Lab on Fiber (Health); e Virtualeap (Senior).

A iniciativa é dinamizada pelo BPI em Portugal e pelo CaixaBank em Espanha, através da DayOne, a sua divisão especializada para empresas de tecnologia, inovação e seus investidores.

A FuelSave destacou-se na categoria Mobility com a sua APP móvel que realiza treino individual em tempo real para camionistas, usando pares de dados exclusivos, em que cada par de condutor/camião tem um desempenho diferente. Com esta metodologia, as empresas podem economizar até 20% em combustível e emissões de CO2, apenas alterando o comportamento dos condutores.

A principal inovação está na realização de treino ao vivo usando telemetria capturada no momento, criando um programa de treino-reação para os motoristas. Trata-se assim de um aplicativo comportamental que ajuda os motoristas a ajustar o seu comportamento durante a condução para uma condução mais eficiente e menos poluente, tornando as empresas de transporte mais competitivas e contribuindo para diminuir o impacto ambiental da sua atividade.

As empresas vencedoras em cada sector foram: Heura Foods (Agrofood), Idoven (Health), Nantek (Impact), Bdeo_app (Mobility), Saalg Geomechanics (Prop Tech) e Berdac (Senior).

Além do prémio monetário de 15 mil euros atribuído a cada um dos vencedores, todos os finalistas, incluindo a Fuel Save, receberão uma bolsa para participar em programas de acompanhamento internacional em alguns dos principais centros de inovação do mundo, como Silicon Valley ou Cambridge.

Apesar da situação excecional que estamos a viver devido à Covid-19, o BPI e o CaixaBank continuam a impulsionar o empreendedorismo e a reconhecer o seu importante contributo para a economia. Os prémios foram anunciados hoje, de forma telemática, no âmbito da jornada de inovação, tecnologia e empreendedorismo "DayOne Innovation Summit Live", que também contou com sessões de empreendedorismo e inovação.

Conheça os projetos das 6 start-ups portuguesas nomeadas.

Reconhecimento às empresas com maior potencial de crescimento

Os Prémios Empreendedor XXI destinam-se a empresas inovadoras com menos de três anos de atividade e distinguem os seus projetos em duas categorias: territorial, onde são consideradas duas regiões em Portugal e 17 em Espanha, decorrendo em paralelo nos dois países, e setorial, onde são considerados seis setores a nível ibérico, decorrendo numa fase posterior.

Em Portugal, a Sensei Tech foi a vencedora na categoria territorial Norte e Centro e a HiJiffy venceu na categoria territorial Sul e Ilhas. No âmbito da sua parceria com o BPI, a ANI, através do programa Born from Knowledge (BfK), distinguiu a empresa Delox.

No caso dos prémios setoriais, as empresas candidatas concorreram nas categorias AgroFood (indústria agroalimentar), Health (saúde), Senior (serviços para pessoas com +65 anos), Mobility (soluções de mobilidade), PropTech (serviços para o setor imobiliário) e Impact (projetos de impacto social).

Ao longo de 13 anos de história, mais de sete mil empresas recém-criadas participaram nos Prémios Empreendedor XXI e mais de 400 empresários, investidores e representantes das entidades ligadas a esta iniciativa participam todos os anos nos comités de avaliação e júris.

No total, a edição de 2020 distribuiu cerca de 525 mil euros em prémios, tornando-se numa das iniciativas para empreendedores com maior relevância económica na Península Ibérica.