Saltar para o conteúdo
Content ID: PR_WCS01_UCM01150300

Conjunto de Vinhos Prats & Symington / Quinta do Vesúvio (Symington)

Conjunto de Vinhos Prats & Symington / Quinta do Vesúvio (Symington)

Conjunto de Vinhos Prats & Symington / Quinta do Vesúvio (Symington)

Os vinhos DOC Douro da Symington surgiram em 1998 quando foi oficialmente outorgada à região uma segunda "Denominação de Origem Controlada" pelo Governo Português. Produzidos a partir das mesmas vinhas que tornaram a região do Douro famosa pelo vinho do Porto, dando-lhes o seu carácter distintivo: elegância, equilíbrio e excelente fruta. O Douro é uma das regiões demarcadas mais antigas do mundo, tendo sido delimitada em 1756.

Zoom

Chryseia Tinto Douro Doc 2018

Zoom

Chryseia Tinto Douro Doc 2017

Zoom

Chryseia Tinto Douro Doc 2014

Zoom

Post Scriptum de Chryseia Tinto Douro Doc 2018

Zoom

Prazo de Roriz Tinto Douro Doc 2017

Zoom

Quinta do Vesúvio Tinto Douro Doc 2017

Zoom

Quinta do Vesúvio Tinto Douro Doc 2018

Zoom

Pombal do Vesúvio Tinto Douro Doc 2018

O conjunto de Vinhos Prats & Symington / Quinta do Vesúvio (Symington) é constituído por 16 garrafas de Vinho Tinto Douro Doc.

Vinhos:

  • Chryseia Tinto Douro Doc 2018 – 2 Garrafas
  • Chryseia Tinto Douro Doc 2017 – 1 Garrafa
  • Chryseia Tinto Douro Doc 2014 – 1 Garrafa
  • Post Scriptum de Chryseia Tinto Douro Doc 2018 – 2 Garrafas
  • Prazo de Roriz Tinto Douro Doc 2017 – 2 Garrafas
  • Quinta do Vesúvio Tinto Douro Doc 2017 – 2 Garrafas
  • Quinta do Vesúvio Tinto Douro Doc 2018 – 3 Garrafas
  • Pombal do Vesúvio Tinto Douro Doc 2018 – 3 Garrafas


Ofertas:

  • 1 Visita e Prova Premium de Vinhos do Porto às Caves Graham´s em Vila Nova de Gaia para 2 pessoas
  • 1 Visita e Prova Premium de Vinhos do Porto ao Centro de Visitas da Symington na Quinta do Bomfim no Pinhão para 2 pessoas 

Condições de Financiamento

O produto só pode ser adquirido com o seu Cartão de Crédito BPI (Particular ou Empresa).

A TAEG/TAE é variável em função do Cartão de Crédito BPI utilizado para pagamento.

Cartão BPI - TAEG 13,0%, TAN 8,50%, comissão de disponibilização do cartão € 20.
Cartão BPI Gold - TAEG 15,3%, TAN 9,32%, comissão de disponibilização do cartão € 50.
Cartão Premier - TAEG 13,9%, TAN 9,75%, comissão de disponibilização do cartão € 29,97.
Cartão BPI Prémio - TAEG 13,7%, TAN 10,14%, comissão de disponibilização do cartão € 14.
Cartão ACP Master - TAEG 12,49, TAN 7,41%, comissão de disponibilização do cartão € 24.
Cartão BPI Zoom - TAEG 14,3% a 15,3%, TAN 10,5% a 11,33%, comissão de disponibilização do cartão € 0,00.

TAEG calculadas para uma utilização de crédito de € 1.500 (exceto para o Cartão BPI Gold e para o Cartão Premier, em que o exemplo é de € 2.500), para as Comissões de disponibilização acima referidas e reembolso em 12 prestações iguais de capital, acrescidas de juros às TAN acima referidas e dos impostos legais em vigor.  A taxa de juro é calculada com base em 360 dias, sem arredondamento.
Taxas válidas até 31/12/2020.

Cartão BPI Business e BPI Corporate TAE versões Classic: 19,8%, TAN 16%, Comissão de disponibilização € 30, TAE versões Gold: 21,6 %, TAN 16%, Comissão de disponibilização € 50.

TAE calculada, para um exemplo de crédito de € 1.500, TAN e Comissões de disponibilização referidas, prazo de 12 meses e reembolso único no final do prazo, nos termos do DL 220/94. A taxa de juro é calculada com base em 360 dias, sem arredondamento.

O valor do PVP será processado como uma transação de compra no extrato do seu cartão de crédito e o pagamento será realizado de acordo com a modalidade de pagamento definida.

O BPI reserva-se o direito de não processar o pedido, caso o seu cartão não se encontre em situação regular.

Campanha limitada ao stock existente.

PVP: € 395,00

Outras Características

Prats & Symington

A Prats & Symington, fundada em 1999, é proprietária de duas quintas de primeira linha no Douro, a Quinta da Perdiz (em 2004) e a Quinta de Roriz (em 2009). A produção de Chryseia e de Post Scriptum foram em 2009 transferidas para a adega da Quinta de Roriz, a par da produção anteriormente existente de Prazo de Roriz DOC e Quinta de Roriz Reserva.

O Chryseia continua com o compromisso original assumido por Bruno Prats e a família Symington, de produzir um grande vinho de referência do Douro, mantendo-se fiel ao rumo traçado mas capaz de evoluir para novos patamares de excelência. Em janeiro de 2014, o Chryseia 2011 foi pontuado com 97 pontos na Wine Spectator, e posteriormente foi considerado o terceiro melhor vinho do Mundo, segundo a mesma publicação.

A magnífica Quinta de Vesúvio, propriedade da família Symington, desde 1989, é uma das melhores propriedades da região do Douro. A vasta riqueza de microclimas, os baixos rendimentos e a escassa precipitação, dão aos seus vinhos uma estrutura, complexidade e potencial de envelhecimento inigualáveis. Famosa pelos seus vinhos do Porto Vintage, a Quinta do Vesúvio começou a produzir os primeiros DOC em 2007.

Chryseia Tinto Douro Doc 2018

O Chryseia foi considerado no ano de 2014 o terceiro melhor vinho do mundo pela Revista Wine Spectator.

O Chryseia 2018 foi produzido a partir de uma seleção criteriosa de uvas provenientes das vinhas da Prats & Symington, localizadas nas Quintas de Roriz e da Perdiz. A Quinta da Vila Velha, propriedade de um membro da família Symington e vizinha de Roriz, também deu o seu contributo, tal como tem acontecido em todas as edições anteriores do Chryseia.

Castas: Touriga Nacional (45%) e Touriga Franca (55%).

Estágio: 15 meses em barricas novas de carvalho francês de 400 litros.

Perfil do Vinho: Respeita a qualidade inata das uvas, permitindo a natural expressão das suas características essenciais, ao mesmo tempo que se procura balanço e finesse, favorecendo os taninos elegantes e sedosos. Macerações prolongadas (tradição bordalesa) contribuem para tal.

Teor de Álcool: 14%

Chryseia Tinto Douro Doc 2017

O Chryseia 2017 foi produzido a partir de uma seleção criteriosa de uvas provenientes das vinhas da Prats & Symington, localizadas nas Quintas de Roriz e da Perdiz. A Quinta da Vila Velha, propriedade de um membro da família Symington e vizinha de Roriz, também deu o seu contributo, tal como tem acontecido em todas as edições anteriores do Chryseia.

Castas: Touriga Nacional (75%) e Touriga Franca (25%).

Estágio: 16 meses em barricas novas de carvalho francês de 400 litros.

Perfil do Vinho: Respeita a qualidade inata das uvas, permitindo a natural expressão das suas características essenciais, ao mesmo tempo que se procura balanço e finesse, favorecendo os taninos elegantes e sedosos. Macerações prolongadas (tradição bordalesa) contribuem para tal.

Teor de Álcool: 14%

Referências/Prémios:
Wine Enthusiast – 96/100
Robert Parker – 95/100
Decanter – 95/100
Revista do Vinho Grandes Escolhas – 18,5 valores (em 20)
Revista de Vinhos – 18,5 valores (em 20)

Chryseia Tinto Douro Doc 2014

O Chryseia 2014 foi produzido a partir de uma seleção criteriosa de uvas provenientes das vinhas da Prats & Symington, localizadas nas Quintas de Roriz e da Perdiz. A Quinta da Vila Velha, propriedade de um membro da família Symington e vizinha de Roriz, também deu o seu contributo, tal como tem acontecido em todas as edições anteriores do Chryseia.

Castas: Touriga Nacional (53%) e Touriga Franca (47%)

Estágio: 15 meses em barricas novas de carvalho francês de 400 litros.

Perfil do Vinho: Respeita a qualidade inata das uvas, permitindo a natural expressão das suas características essenciais, ao mesmo tempo que se procura equílibrio e finesse, favorecendo os taninos elegantes e sedosos. Macerações prolongadas (tradição bordalesa) contribuem para tal.

Teor de Álcool: 14%

Referências/Prémios:
Revista dos Vinhos – 18 valores (em 20) – Prémio de Excelência
Revista Wine – 18,5 valores (em 20)
Wine Spectator – 94/100
Wine Enthusiast – 93/100 Cellar Selection

Post Scriptum de Chryseia Tinto Douro Doc 2018

Com um espirito de continuidade para o projecto Chryseia, foi lançado o Post Scriptum, inspirado nas iniciais dos nomes da sociedade "Prats & Symington".

O Post Scriptum, tem um papel complementar ao do Chryseia, considerado um parceiro, é produzido num estilo mais precoce, para beber mais cedo, mantendo uma qualidade ímpar bem como elevado potencial de envelhecimento, esgotando muito rapidamente no mercado.
As uvas que deram origem ao Post Scriptum 2018 são essencialmente provenientes da Quinta da Perdiz e da Quinta de Roriz, adquirida pela Prats & Symington em 2009 e onde são actualmente vinificados todos os vinhos da P&S.

Castas: Touriga Nacional (58%), Touriga Franca (39%) e Tinta Roriz (3%)

Estágio: 12 meses em barricas de carvalho francês de 400 litros.

Perfil do Vinho: O Post Scriptum é um vinho parceiro do Chryseia, produzido a partir de uma segunda seleção do lote deste. Como tal, o perfil é semelhante ao do Chryseia: fruto expressivo e concentrado, aliado a grande equilíbrio e elegância. Mais precoce que o Chryseia, está pronto para ser consumido enquanto novo.
Teor de Álcool: 14,5%


Referências/Prémios(colheita 2017, à espera de notas de 2018)
Revista do Vinho Grandes Escolhas – 17,5 valores (em 20)
Revista de Vinhos – 17 valores (em 20)

Prazo de Roriz Tinto Douro Doc 2017

PRAZO (que significa arrendamento) era a denominação da Quinta de Roriz até finais do sec. XVIII. Este vinho, produzido maioritariamente com uvas da Quinta de Roriz, estagiou em barricas de carvalho francês e posteriormente em garrafeira. Pronto para ser consumido desde já, embora continue a beneficiar de estágio em garrafa, entre um a dois anos mais.
Um blend das castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca, Tinta Roriz e Tinta Amarela, apresenta uma profunda cor rubi, muito fresco e vibrante. Vigoroso, ao mesmo tempo suave e cremoso, com um final muito delicado.

Castas: Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Barroca, Tinta Roriz, Tinta Amarela.

Estágio: Estágio em cubas inox e em barricas de carvalho francês de 400 litros.

Perfil do Vinho: O Prazo de Roriz caracteriza-se em particular pelo frutos vermelhos, framboesa e cereja, sendo que o terroir de Roriz inscreve também um toque mineral e apelativas notas de especiarias. Ideal para ser consumido novo, possui no entanto, potencial para estagiar em garrafa por alguns anos. Termina com notas de especiarias. Beneficiará de mais algum estágio em garrafa.

Teor de Álcool: 14%

Referências/Prémios:
Medalha de Prata – International Wine & Spirit Competition
Medalha de Prata – Concours Mondial de Bruxelles
Medalha de Bronze – International Wine Challenge
Wine Spectator – 100 Best Wines of the World in 2005

Quinta do Vesúvio Tinto DOC Douro

A Quinta do Vesúvio é uma das grandes propriedades do Douro e tem sido considerada uma das mais importantes através da sua longa história. A magnifica casa, capela e adega foram erguidas em 1827. A vinha, com 137 hectares, tem exposições predominantemente norte e oeste e as cotas vão dos 110 metros, junto ao rio Douro, até aos 450 metros. O solo é maioritariamente de xisto com alguns afloramentos graníticos. A quinta produz vinhos excecionalmente equilibrados, entre os melhores de toda a região.

O vinho principal, Quinta do Vesúvio, expressa o carácter único do Douro Superior. É produzido a partir de um lote de uvas exclusivamente provenientes da Quinta do Vesuvio, com origem em diversas vinhas de localização e altitude distintas.
A escolha das diferentes parcelas tem uma importância fundamental no lote final, contribuindo para a estrutura e acidez natural das massas e conferindo assim ao vinho uma longevidade prolongada.

Quinta do Vesúvio Tinto Douro Doc 2017

Castas: Touriga Nacional (56%), Touriga Franca (41%) e Tinta Amarela (3%).


Estágio:
O estágio foi realizado em barricas novas (80%) e usadas de carvalho francês de 400L e 225L, durante 16 meses. O lote final a engarrafar do Quinta do Vesúvio 2017, é o resultado da combinação dos melhores vinhos seleccionados no final do processo de envelhecimento.


Teor de Álcool: 14,5%


Perfil do Vinho:
Apresenta uma enorme frescura aromática na qual sobressaem límpidas notas florais e de frutos do bosque, a fechar com uma sugestão de caruma e tomilho. Na boca é ao mesmo tempo volumoso e sedoso, apresentando taninos muito polidos e uma frescura notável que realça os sabores de cereja e ameixa preta, bem como laivos de cravinho. A barrica discreta confere um recorte muito preciso à estrutura simultaneamente assertiva e charmosa. Um vinho que evoluirá muito bem em garrafa nos próximos anos.


Referências/Prémios - Quinta do Vesuvio Doc Douro:
Wine Spectator – 94 pontos; colheita 2007
Revista dos Vinhos – 18 valores (em 20); colheita 2007
Wine Spectator – 93 pontos; colheita 2011
Wine Enthusiast – 94 pontos; colheita 2011
International Wine Challenge – Medalha de Ouro; colheita 2011
Wine & Spirits – 93 pontos; colheita 2012
Revista dos Vinhos – 18 valores (em 20); colheita 2012
Manuel Carvalho – 92 pontos; colheita 2014
Wine Enthusiast – 94 pontos; colheita 2014
Robert Parker / Wine Advocate – 94 pontos; colheita 2014
Robert Parker / Wine Advocate – 94 pontos; colheita 2015
Revista Vinho Grandes Eescolhas / Nuno Oliveira Garcia - 18 pontos (em 20); colheita 2015
Wine Advocate / Robert Parker – 94 pontos; colheita 2015
Wine Spectator - 94 pontos; colheita 2015
Público - Fugas / José Augusto Moreira - 96 pontos; colheita 2016
Revista de Vinhos / Marc Barros - 18 pontos (em 20); colheita 2016
Revista Vinho Grandes Escolhas / Luis Lopes – 18,5 pontos (em 20); colheita 2016
Evasões / Fernando Melo – 19 pontos (em 20); colheita 2015
Evasões / Fernando Melo – 19 pontos (em 20); colheita 2016
Wine Advocate / Mark Squires - 95 pontos; colheita 2016
Wine Spectator / Gillian Sciaretta – 94 pontos; colheita 2016
Wine Enthusiast / Roger Voss – 95 pontos; colheita 2016
Mark Squires / Robert Parker – 95 pts
Revista de Vinhos / Marc Barros – 18,5 pts
Revista Vinho Grandes escolhas / JPM – 18,0 pts

Quinta do Vesúvio Tinto Douro Doc 2018

Castas: Touriga Nacional (41%), Touriga Franca (56%) e Tinta Amarela (3%).

Estágio: Barricas de carvalho francês de 400 e 225 litros, onde permanecem cerca de 18 meses.
O lote final a engarrafar do Quinta do Vesúvio 2016, é o resultado da combinação dos melhores vinhos seleccionados no final do processo de envelhecimento.

Teor de Álcool: 14,5%

Perfil do Vinho:
Muito aromático com fragrância de rosas, bem como notas extraordinariamente frescas e puras de frutos vermelhos. Revela também aromas balsâmicos de mata mediterrânica, característica presente em muitos vinhos do Vesúvio. Na boca, o vinho apresenta fruta expressiva, mas muito redonda com os sedosos taninos com toque de xisto a alicerçar a estrutura. Elegante e polido, um Vesuvio magnífico a fazer lembrar o estreante 2007. Um vinho que evoluirá muito bem em garrafa nos próximos anos.

Pombal do Vesúvio Tinto Douro Doc 2018

Este é o segundo vinho da Quinta do Vesuvio, cujo nome remete para a Vinha do Pombal. Esta vinha, caracterizada pela existência de um antigo e tradicional pombal duriense, consiste num conjunto de parcelas de Touriga Nacional de grande qualidade instaladas na meia encosta em patamares de 2 bardos, representando um importante componente do lote deste Pombal do Vesuvio, vinho produzido exclusivamente com uvas da Quinta do Vesuvio.

Castas: Touriga Franca (50%), Touriga Nacional (45%) e Tinta Amarela (5%).

Estágio: 8 meses em barricas de carvalho francês de 400 e 225 Lts, seguido de um período em cubas inox até ao engarrafamento

Perfil do Vinho:
Apresenta uma frescura impressionante, atendendo ao ano quente e seco. Fragrância floral com rosas e esteva em evidência e uma discreta e apelativa nota de baunilha, conferida pela boa integração da barrica. Bem expressivo no paladar, revelando ameixa preta e frutos silvestres. A estrutura conjuga, em perfeita harmonia, concentração e elegância. Taninos polidos conferem um registo muito gastronómico ao vinho. Final de boca longo com notas de cravinho e torra de café. É um vinho que está pronto a ser consumido mas pode evoluir em garrafa por um período entre 7 a 8 anos.

Teor de Álcool: 14,5%


Referências/Prémios - Pombal do Vesuvio Doc Douro:
Concurso Vinhos de Portugal - Medalha de Ouro; colheita 2009
Concurso Vinhos de Portugal - Medalha de Ouro; colheita 2017
II Festival de Vinho Douro Superior /Revista de Vinhos - Medalha de Ouro-colheita 2009
Wine Spectator – 92 pontos; colheita 2008
Wine Enthusiast – 92 pontos; colheita 2008
Wine Enthusiast – 92 pontos; colheita 2011
Revista de Vinhos / Marc Barros – 17 ponto; colheita 2017
Revista Vinho Grandes Escolhas / Luis Lopes – 17 pontos; colheita 2017

Ofertas
Entrega, Cancelamento e Devolução
Fornecedor
Prats & Symington | Quinta do Vesúvio