Saltar para o conteúdo
Content ID: PR_WCS01_UCM01152514

Conjunto de Vinhos Quinta Vale D. Maria

Conjunto de Vinhos Quinta Vale D. Maria

Conjunto de Vinhos Quinta Vale D. Maria

Aproveite as condições de Crédito BPI para adquirir um conjunto de vinhos da Quinta do Vale D. Maria, lançado exclusivamente em parceria com o BPI.

Vinhos únicos, com história e que contam histórias …

O Pack da Quinta Vale D Maria é constituído por 9 garrafas de vinho, 5 das quais têm embalagens individuais, e é apresentado num baú personalizado em madeira com o logo da Quinta.

Zoom

Conjunto de Vinhos Quinta Vale D. Maria

A diversidade de castas é o que torna o vinho Quinta Vale D. Maria Douro tinto profundo, intenso e sofisticado: único na região e no mundo.

  • 1 Quinta Vale D. Maria Douro tinto 2017 (75 Cl)
  • 1 Quinta Vale D. Maria Douro tinto 2018 (75 Cl)
  • 1 Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2015 (75 Cl)
  • 1 Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2016 (75 Cl)
  • 1 Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2017 (75 Cl)
  • 1 Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2018 (75 Cl)
  • 1 Vale D. Maria Vinha de Martim 2017 (75 Cl)
  • 1 Vale D. Maria Vinha de Martim 2019 (75 Cl)
  • 1 Quinta Vale D. Maria Vinha do Rio 2018 (75 Cl)

     
     

Condições de Financiamento

O produto só pode ser adquirido com o seu Cartão de Crédito BPI (Particular ou Empresa).

A TAEG/TAE é variável em função do Cartão de Crédito BPI utilizado para pagamento.

Cartão BPI - TAEG 13,0%, TAN 8,50%, comissão de disponibilização do cartão € 20.
Cartão BPI Gold - TAEG 15,3%, TAN 9,32%, comissão de disponibilização do cartão € 50.
Cartão Premier - TAEG 13,9%, TAN 9,75%, comissão de disponibilização do cartão € 29,97.
Cartão BPI Prémio - TAEG 13,7%, TAN 10,14%, comissão de disponibilização do cartão € 14.
Cartão ACP Master - TAEG 12,49, TAN 7,41%, comissão de disponibilização do cartão € 24.
Cartão BPI Zoom - TAEG 14,3% a 15,3%, TAN 10,5% a 11,33%, comissão de disponibilização do cartão € 0,00.

TAEG calculadas para uma utilização de crédito de € 1.500 (exceto para o Cartão BPI Gold e para o Cartão Premier, em que o exemplo é de € 2.500), para as Comissões de disponibilização acima referidas e reembolso em 12 prestações iguais de capital, acrescidas de juros às TAN acima referidas e dos impostos legais em vigor.  A taxa de juro é calculada com base em 360 dias, sem arredondamento.
Taxas válidas até 31/12/2020.

Cartão BPI Business e BPI Corporate TAE versões Classic: 19,8%, TAN 16%, Comissão de disponibilização € 30, TAE versões Gold: 21,6 %, TAN 16%, Comissão de disponibilização € 50.

TAE calculada, para um exemplo de crédito de € 1.500, TAN e Comissões de disponibilização referidas, prazo de 12 meses e reembolso único no final do prazo, nos termos do DL 220/94. A taxa de juro é calculada com base em 360 dias, sem arredondamento.

O valor do PVP será processado como uma transação de compra no extrato do seu cartão de crédito e o pagamento será realizado de acordo com a modalidade de pagamento definida.

O BPI reserva-se o direito de não processar o pedido, caso o seu cartão não se encontre em situação regular.

Campanha limitada ao stock existente.

PVP: € 395,00

Outras Características

Quinta Vale D. Maria Douro tinto 2017

  • Região: Douro DOC
  • Notas de prova: O Quinta Vale D. Maria Douro tinto 2017 apresenta uma fruta espetacular, a transbordar do copo, com aromas saborosos de cereja, ameixa e amora silvestre, típicos do field blend. É concentrado, com uma estrutura elegante e um vigor que intensifica a textura suculenta. É equilibrado, com um sentimento de frescura neste blend harmonioso, tornando este vinho extremamente elegante.
  • Castas: 41 castas, de entre as quais Rufete, Tinta Amarela, Tinta Francisca, Sousão, Touriga Franca, Tinta Roriz.
  • Notas de vinificação: 2017 caracterizou-se por um ano extremamente seco e quente. O ciclo vegetativo adiantou-se significativamente, fazendo com que a vindima na Quinta Vale D. Maria se tenha iniciado no dia 26 de agosto para as uvas tintas. Esta foi a vindima mais precoce de que temos memória. Na escolha da uva, houve pouca rejeição de fruta, dado 2017 ter sido um ano de muito boas condições fitossanitárias. A concentração nos bagos, devido ao calor e à falta de água durante o período de maturação, acelerou o amadurecimento e resultou em mostos de grande complexidade e qualidade.
  • Grau alcoólico: 15,5%
  • Sugestão de acompanhamento: Carré de cordeiro com ervas.
  • Prémios: 94 pontos - Robert Parker; 93 pontos - Wine Enthusiast.

     

Quinta Vale D. Maria Douro tinto 2018

  • Região: Douro DOC
  • Notas de prova: A riqueza aromática que sobressai de frutos vermelhos como amora silvestre, framboesa e cereja madura, caracterizam o Quinta Vale D. Maria Douro tinto 2018. Estrutura elegante e concentrada. Suculento em boca, é equilibrado, fresco e com um final que perdura.
  • Castas: 41 castas, de entre as quais Rufete, Tinta Amarela, Tinta Francisca, Sousão, Touriga Franca, Tinta Roriz.
  • Notas de vinificação: O ano 2018 foi um ano atípico na viticultura. Verificou-se um atraso na floração, no entanto, devido às chuvas, a vinha foi capaz de recolher um nível de água suficiente para florescer. As vinhas, na Quinta Vale D. Maria, foram cuidadosamente monitorizadas para evitar a propagação de míldio. As vindimas começaram no dia 12 de setembro, com as uvas brancas. Apesar da chuva, as uvas foram colhidas na maturação ideal, criando um mosto de grande qualidade.
  • Grau alcoólico: 15%
  • Sugestão de acompanhamento: Perdiz com cogumelos.

     
     

A VINHA DA FRANCISCA

A Vinha da Francisca, cujo nome é uma homenagem à filha de Cristiano van Zeller, foi plantada em 2004, no ano em que Francisca completou 18 anos. Situada a duas altitudes (190 e 230 metros de altura), a Vinha da Francisca estende-se por 4 hectares de vinha. As castas, escolhidas por Cristiano van Zeller, foram aquelas que apresentavam melhor capacidade de criar vinhos frescos e encorpados, a saber: Sousão, Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Francisca e Rufete. O resultado é um vinho de excecional frescura, equilíbrio, elegância e aromas intensos.

 

Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2015

  • Região: Douro DOC
  • Notas de prova: O Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2015 é um vinho com uma concentração impressionante e uma frescura marcante. Na boca apresenta notas a minerais de pedras como o xisto, algum chocolate negro que se fundem com aromas a frutos vermelhos maduros como cerejas negras. No meio de boca apresenta uma explosão de fruta, seguido de um final fresco e persistente.
  • Castas: Sousão, Rufete, Tinta Francisca, Touriga Franca, Touriga Nacional.
  • Notas de vinificação: 2015 foi caracterizado por ser um ano atípico, com um Inverno frio e seco e uma Primavera e Verão excecionalmente quentes e secos. Particularmente relevante foi a falta de chuva durante a maior parte do ciclo vegetativo, com altas temperaturas entre junho e julho. Este clima provocou um adiantamento do ciclo vegetativo, de cerca de 1 a 2 semanas face à média. Em comparação com a última década, 2015 foi o ano vegetativo mais saudável. A maturação atingiu o ponto para a colheita em algumas das vinhas mais cedo do que alguma vez registado. A colheita começou no dia 26 de agosto, com as uvas brancas no ponto perfeito de maturação, e com condições meteorológicas magníficas.
  • Grau alcoólico: 14,5%
  • Sugestão de acompanhamento: Magret de pato com laranja e especiarias.
  • Prémios: 95 pontos - Robert Parker; 94 pontos – Cellar Selection, Wine Enthusiast.

     

Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2016

  • Região: Douro DOC
  • Notas de prova: A perfeita harmonia entre concentração e frescura caracteriza o Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2016. A fruta vermelha madura funde-se com as notas minerais e de chocolate negro. O final de boca marca pela sua cremosidade, frescura e persistência.
  • Castas: Sousão, Rufete, Tinta Francisca, Touriga Franca, Touriga Nacional.
  • Notas de vinificação: O ano de 2016 foi regente do seu bastão. Um conhecimento profundo da vinha, um estudo cuidadoso das previsões climáticas e paciência foram os principais fatores para decidir quando tratar e vindimar. O inverno começou com muita chuva, o que foi um excelente começo para repor água no solo depois de um ano de seca como 2015. Registaram-se precipitações acima da média dos últimos 30 anos. O rio Torto, que flui no sopé da Quinta Vale D. Maria, surpreendeu ao inundar as suas vinhas mais próximas. Esta chuva constante e as temperaturas frescas exigiram cuidados redobrados pois as ervas cresceram de forma mais selvagem. No entanto, o crescimento de ervas, ironicamente, agiu para evitar a propagação do míldio e a maioria dos cachos resultaram muito saudáveis. Cada videira produziu menos cachos, aumentando a concentração do sabor e aroma em cada bago. A vindima ocorreu em perfeitas condições climatéricas.
  • Grau alcoólico: 14%
  • Sugestão de acompanhamento: Rosbife com arroz de forno.
  • Prémios: Melhor Vinho tinto e Melhor Vinho do Ano 2019 pelo Concurso de Vinhos de Portugal;
    94 pontos – Cellar Selection, Wine Enthusiast; 93 pontos - Robert Parker

     

Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2017

  • Região: Douro DOC
  • Notas de prova: 2017 é claramente um ano de vinhos encorpados e frutados, e Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2017 não é exceção. Este vinho apresenta uma boa concentração e estrutura, bem como uma certa fineza, que o carateriza. Sentem-se nuances de fruta vermelha, com notas fumadas. É mineral, com uma sensação de cremosidade e um final longo e muito elegante.
  • Castas: Sousão, Rufete, Tinta Francisca, Touriga Franca, Touriga Nacional.
  • Notas de vinificação: 2017 caracterizou-se por um ano extremamente seco e quente. O ciclo vegetativo adiantou-se significativamente, fazendo com que a vindima na Quinta Vale D. Maria se tenha iniciado no dia 26 de agosto para as uvas tintas. Esta foi a vindima mais precoce de que temos memória. Na escolha da uva, houve pouca rejeição de fruta, dado 2017 ter sido um ano de muito boas condições fitossanitárias. A concentração nos bagos, devido ao calor e à falta de água durante o período de maturação, acelerou o amadurecimento e resultou em mostos de grande complexidade e qualidade.
  • Grau alcoólico: 15%
  • Sugestão de acompanhamento: Risotto de cogumelos.
  • Prémios: 94 pontos – Cellar Selection, Wine Enthusiast; 93 pontos - Robert Parker

     

Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2018

  • Região: Douro DOC
  • Notas de prova: De excecional frescura, o Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca 2018 marca pela sua elegância. Com uma grande profundidade de cor, este vinho seduz pela concentração de aroma de frutos vermelhos maduros, cereja negra, ameixa e framboesa. Elegância e frescura anunciam um final longo e cremoso.
  • Castas: Sousão, Rufete, Tinta Francisca, Touriga Franca, Touriga Nacional.
  • Notas de vinificação: O ano 2018 foi um ano atípico na viticultura. Verificou-se um atraso na floração, no entanto, devido às chuvas, a vinha foi capaz de recolher um nível de água suficiente para florescer. As vinhas, na Quinta Vale D. Maria, foram cuidadosamente monitorizadas para evitar a propagação de míldio. As vindimas começaram no dia 12 de setembro, com as uvas brancas. Apesar da chuva, as uvas foram colhidas na maturação ideal, criando um mosto de grande qualidade.
  • Grau alcoólico: 14,5%
  • Sugestão de acompanhamento: Raviolis de vitela e queijo Gorgonzola.

     

A VINHA DE MARTIM

A Norte da região do Douro, na zona de Murça, localiza-se a Vila de Martim. Foi aqui que encontrámos uma vinha muito especial, com menos de 1 hectare, 12 castas e com mais de 80 anos. Produzimos o primeiro vinho branco na colheita de 2015 e o resultado foi excecional. Demos-lhe o nome "Vinha de Martim", pois é este terroir e as características desta vinha em particular que tornam possível um vinho desta qualidade. Vinhas como a Vinha de Martim demonstram a capacidade que o Douro tem de produzir vinhos brancos de extrema frescura, corpo, persistência e ainda com uma capacidade de envelhecimento equiparável aos grandes vinhos brancos do mundo.

 

Vale D. Maria Vinha de Martim 2017

  • Região: Douro DOC
  • Notas de prova: O Vale D. Maria Vinha de Martim 2017 é um vinho branco com fruta vibrante no nariz, com notas de pêssego, damasco e frutos tropicais. Em boca, revela-se extremamente cheio e fresco, com uma mineralidade impressionante, criando assim um vinho profundamente vibrante e equilibrado, com um final muito longo e persistente.
  • Castas: 12 castas, das quais Rabigato, Viosinho e Samarrinho.
  • Notas de vinificação: 2017 caracterizou-se por um ano extremamente seco e quente. O ciclo vegetativo adiantou-se significativamente, fazendo com que a vindima na Quinta Vale D. Maria se tenha iniciado no dia 21 de agosto para as uvas brancas. Esta foi a vindima mais precoce de que temos memória. Na escolha da uva, houve pouca rejeição de fruta, dado 2017 ter sido um ano de muito boas condições fitossanitárias. A concentração nos bagos, devido ao calor e à falta de água durante o período de maturação, acelerou o amadurecimento e resultou em mostos de grande complexidade e qualidade.
  • Grau alcoólico: 12,5%
  • Sugestão de acompanhamento: Salmão com molho de manteiga e limão.
  • Prémios: 93 pontos - Wine Enthusiast

     

Vale D. Maria Vinha de Martim 201

  • Região: Douro DOC
  • Notas de prova: O Vale D. Maria Vinha de Martim 2019 seduz pela sua cor e caráter aromático. Em boca, mostra mais complexidade com alguns aromas mais amadeirados, uma frescura agradável, envolvente e saborosa. Este vinho anuncia-se discretamente, para depois revelar um final longo e surpreendente, com uma persistência elegante.
  • Castas: 12 castas, das quais Rabigato, Viosinho e Samarrinho.
  • Notas de vinificação: O ano vitícola de 2018/2019 foi extremamente seco e anormalmente fresco. Assim, as videiras foram capazes de aguentar o stress estival apesar das reservas de água no solo serem escassas. Como o calor só se manifestou entre o final do mês de agosto e início de setembro, não se verificaram perdas de produção por escaldão ou desidratação. A vindima começou em início de setembro, prolongando-se até dia 10 de outubro. O facto de o ano ter sido fresco permitiu uma maturação lenta. Deste modo, foi possível escolher o momento ideal para vindimar cada parcela de vinha, fazendo com que os vinhos DOC Douro da Colheita 2019 sejam de ótima qualidade.
  • Grau alcoólico: 13,5%
  • Sugestão de acompanhamento: Vol-au-vent de gambas.

     

A VINHA DO RIO

A Vinha do Rio é uma das vinhas centenárias da Quinta Vale D. Maria. Com uma localização excecional, esta vinha velha está plantada perto do Rio Torto que corre no sopé da Quinta, onde os pés de vinha conseguem encontrar água mais facilmente. Por estar na parte mais baixa do vale, a Vinha do Rio acaba por ter menos horas de sol direto, permitindo uma maturação mais lenta e equilibrada ao longo de todo o ciclo, bem como uma maior capacidade de preservação de acidez. Com exposição a Sul que garante uma boa maturação dos taninos, as 29 castas plantadas na Vinha do Rio encontram um terroir único para se desenvolver. Quando as uvas iniciam a sua fermentação, destacam-se os aromas, que enchem a adega, e a cor que pinta o lagar. O seu perfil sedoso, profundo, envolvente e o seu final longo, quase teimoso, torna este vinho inesquecível.

 

Quinta Vale D. Maria Vinha do Rio 2018

  • Região: Douro DOC
  • Notas de prova: O Quinta Vale D. Maria Vinha do Rio 2018 apresenta um nariz frutado, com várias especiarias, tabaco, e ligeiras notas de chocolate e uma grande intensidade. Em boca, o vinho é texturado, surpreendentemente fresco, com grande vigor, extremamente saboroso e com taninos suaves e sedosos.
  • Castas: 29 castas, de entre as quais Tinta Barroca e Touriga Franca.
  • Notas de vinificação: O ano 2018 foi um ano atípico na viticultura. Verificou-se um atraso na floração, no entanto, devido às chuvas, a vinha foi capaz de recolher um nível de água suficiente para florescer. As vinhas, na Quinta Vale D. Maria, foram cuidadosamente monitorizadas para evitar a propagação de míldio. As vindimas começaram no dia 12 de setembro, com as uvas brancas. Apesar da chuva, as uvas foram colhidas na maturação ideal, criando um mosto de grande qualidade.
  • Grau alcoólico: 15%
  • Sugestão de acompanhamento: A sua estrutura sedosa e os seus aromas frutados fazem deste vinho harmonizável com vários pratos de carne, como tornedó de novilho com escalope de foie gras.
Ofertas
Entrega, Cancelamento e Devolução
Fornecedor
Quinta Vale D. Maria