Saltar para o conteúdo
Content ID: PR_WCS01_UCM01070650

Prémio Mulher Empresária do BPI

Leonor Freitas ganha a 1ª edição.

Prémio Mulher Empresária do BPI | BPI

Prémio Mulher Empresária do BPI | BPI

Leonor Freitas ganha a 1ª edição.

  • Empresária vinícola representará Portugal nos prémios internacionais IWEC Awards 2018, juntamente com outras 40 empresárias de 20 países
  • Os prémios internacionais IWEC Awards 2018 serão entregues em Xangai entre os dias 9 e 12 de setembro
  • Os IWEC Awards são uma iniciativa lançada em 2007 pela Câmara de Comércio de Barcelona, com o apoio do CaixaBank, acionista maioritário do BPI, em colaboração com câmaras de comércio de diferentes países e continentes


A empresária Leonor Freitas, que lidera a Casa Ermelinda Freitas, é a vencedora da 1ª edição do Prémio Mulher Empresária 2018 do BPI, um galardão que visa reconhecer o percurso das gestoras portuguesas e dar visibilidade às lideranças no feminino no mundo dos negócios.

A nomeação de Leonor Freitas é um reconhecimento pelo seu percurso profissional, pelo seu compromisso social e a postura inspiradora e empreendedora, que tornou a Casa Ermelinda Freitas numa referência no mercado vinícola português e internacional.

A empresária representa a quarta geração de mulheres à frente da empresa agrícola fundada em 1920. Sob a sua liderança, a Casa Ermelinda Freitas registou um notável crescimento. Antes de assumir o comando da sua empresa, Leonor Freitas trabalhou durante mais de 20 anos para o Ministério da Saúde, em Setúbal, onde se dedicou, especialmente, à prevenção do alcoolismo e de outras toxicodependências.

Leonor Freitas sucedeu à sua mãe, Ermelinda Freitas, na liderança da empresa. Foi com a atual gestão que se deu a grande aposta estratégica na criação de marcas próprias e no mercado de exportação, uma área liderada atualmente pela filha, Joana Freitas. Assim, em 1997, iniciou-se um novo ciclo com o "Terras do Pó" tinto, primeiro vinho produzido e engarrafado da Casa Ermelinda Freitas. Desde 1999, a Casa Ermelinda Freitas já recebeu mais de 1.000 prémios a nível nacional e internacional.

A 10 de junho de 2009, Leonor Freitas foi distinguida com a comenda de Ordem de Mérito Agrícola, Comercial e Industrial Classe do Mérito Agrícola Comendador conferida pelo então Presidente da República Aníbal Cavaco Silva.

O espaço museológico Casa de Memórias e Afectos Ermelinda Freitas é outro dos projetos da empresária e representa uma aposta na área do enoturismo e da educação.

460x307LeonorFreitas

460x307LeonorFreitas_01

Representante portuguesa nos IWEC Awards

O Prémio Mulher Empresária BPI 2018 nasce no âmbito do 11º aniversário da Conferência International Women’s Entrepreneurial Challenge (IWEC), uma rede internacional de mulheres empresárias de sucesso que pretende apoiar as suas empresas a expandirem-se e acederem a novos mercados internacionais. A conferência será presidida pela Princesa Noor da Jordânia.

Leonor Freitas representará Portugal nos IWEC Awards 2018, em conjunto com outras 40 empresárias de 20 países. O evento de entrega de prémios vai decorrer em Xangai, entre os dias 9 e 12 de setembro.

International Women Entrepeneurial Challenge (IWEC)

Os IWEC Awards são uma iniciativa lançada em 2007 pela Câmara de Comércio de Barcelona, em colaboração com a Câmara de Comércio de Manhattan e a FICCI/FLO (Confederação de Câmaras de Comércio e Indústria da Índia) e que, além disso, conta com a cooperação da Câmara de Comércio da Cidade do Cabo na África do Sul e do Departamento de Estado dos Estados Unidos. Nos anos seguintes o evento decorreu em Nova Iorque (2008), Nova Deli (2009), Cidade do Cabo (2010), Nova Iorque (2011), Barcelona (2012), Lima (2013), Estocolmo (2014), Istambul (2015), Bruxelas (2016) e Seattle (2017).

Este projeto, ao qual o BPI se associou este ano, conta desde o arranque com o apoio do CaixaBank, da escola de negócios IESE e de várias outras organizações.

Em 2017, estes prémios internacionais reconheceram o percurso de 42 empresárias, procedentes de 21 países. As empresas dirigidas por estas mulheres registam uma faturação global superior a 7.240 milhões de dólares e dão emprego a mais de 32.000 pessoas nos cinco continentes.