Prémio Nacional de Sustentabilidade distingue o BPI e a Fundação "la Caixa" pelo segundo ano consecutivo

Partilhe    
11-04-2022
  • O Prémio Nacional de Sustentabilidade, promovido pelo Jornal de Negócios, reconhece o contributo decisivo dos Prémios BPI Fundação ”la Caixa” na promoção da “Igualdade e Diversidade” em Portugal.
  • Em 33 edições concluídas, os Prémios BPI Fundação ”la Caixa” beneficiaram diretamente mais de 175 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social, apoiando 781 projetos implementados por instituições privadas sem fins lucrativos, com cerca de €22.8 milhões. 
  • Iniciativa contribui para as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) das Nações Unidas em matéria de erradicação da pobreza, saúde de qualidade, trabalho digno e crescimento económico, e redução das desigualdades.

O BPI e a Fundação ”la Caixa” venceram, pelo segundo ano consecutivo, o Prémio Nacional de Sustentabilidade (PNS), na área de sustentabilidade social e na categoria “Igualdade e Diversidade”. Esta iniciativa, promovida pelo Jornal de Negócios, com a Deloitte como Knowledge Partner, conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República e o apoio do Ministério do Ambiente e Transição Energética.

O PNS visa reconhecer os melhores projetos em Portugal nas diversas áreas da sustentabilidade, nomeadamente pelo seu contributo para as metas dos ODS das Nações Unidas. No caso da iniciativa conjunta do BPI e da Fundação ”la Caixa”, o Júri reconheceu o contributo dos Prémios para o desenvolvimento e fortalecimento social e promoção da igualdade de oportunidades, num período de turbulência social, provocado pela pandemia da covid-19, nomeadamente através do apoio às instituições do terceiro sector.

Os Prémios BPI Fundação ”la Caixa” destinam-se a apoiar projetos que promovam a melhoria da qualidade de vida, a inclusão social e a igualdade de oportunidades de pessoas em situação de vulnerabilidade. A iniciativa tem um impacto positivo nas metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) das Nações Unidas, nomeadamente em matéria de erradicação da pobreza, de promoção de saúde de qualidade, do trabalho digno e crescimento económico, e da redução das desigualdades. 

720x260_PNS
 
Prémios entregaram quase 23 milhões de euros para melhorar a vida de mais de 175 mil pessoas

Em 33 edições, os Prémios BPI Fundação ”la Caixa” beneficiaram diretamente mais de 175 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social, apoiando 781 projetos implementados por instituições privadas sem fins lucrativos, com cerca de 22.8 milhões de euros. Este ano, já estão a decorrer as candidaturas para os quatro Prémios: Capacitar, Solidário, Seniores e Infância. Foi feito um reforço de dotação de 600 mil euros, alcançando um valor global de 4,6 milhões de euros.

Entre os grupos vulneráveis que beneficiam dos projetos apresentados pelas entidades sociais encontram-se crianças em situação de pobreza, jovens institucionalizados, famílias monoparentais, mulheres em situação de exploração e/ou vítimas de violência doméstica, imigrantes e refugiados, idosos vulneráveis, pessoas em situação de sem abrigo, pessoas com doenças avançadas, com deficiência ou incapacidade permanente, entre outros.

O acesso a estes Prémios é por concurso, de acordo com regulamento próprio, e as candidaturas são efetuadas online num portal divulgado nos sites do BPI e da Fundação ”la Caixa”. Podem candidatar-se todas as instituições privadas sem fins lucrativos, com sede ou delegação legalmente constituída em Portugal.

O processo de avaliação é constituído por três fases com o objetivo de escolher as candidaturas mais pontuadas, num processo auditado por uma entidade externa. Para avaliar os melhores projetos é criada uma equipa anual de cerca de 50 voluntários, que são ou foram quadros superiores do Grupo BPI, numa iniciativa inovadora e diferenciadora.

A decisão final ocorre num prazo até seis meses após a data de fecho das candidaturas e cabe a um júri constituído por António Barreto, António Seruca Salgado, Carlos Farinha Rodrigues, Juana Prats e Rafael Chueca.

A Fundação ”la Caixa” iniciou em 2018 a sua implantação em Portugal, consequência da entrada do BPI no CaixaBank. Em 2022, destina 40 milhões de euros a projetos sociais, de investigação, educativos e de divulgação cultural e científica. A Fundação mantém o seu compromisso de alcançar um investimento de até 50 milhões de euros anuais nos próximos anos, quando todos os seus programas estiverem implementados e a funcionar em pleno.