Saltar para o conteúdo
Content ID: PR_WCS01_UCM01091471

BPI apoia jogo solidário por Moçambique

Primeiro dérbi feminino em jogo solidário, no dia 30 de março, no Estádio do Restelo.

BPI apoia jogo solidário por Moçambique | Banco BPI

BPI apoia jogo solidário por Moçambique | Banco BPI

Primeiro dérbi feminino em jogo solidário, no dia 30 de março, no Estádio do Restelo.

As equipas femininas principais de SL Benfica e Sporting CP vão disputar um jogo solidário por Moçambique no próximo dia 30 de março, no Estádio do Restelo. 

O jogo, que será o primeiro dérbi entre as equipas femininas dos dois clubes históricos, está agendado para as 16 horas do próximo dia 30 de março, terá transmissão em direto na TVI e toda a receita líquida reverte para a ajuda a Moçambique, que enfrenta uma catástrofe que a todos entristece.

Os bilhetes para assistir ao jogo do Restelo terão preço único de 2,5 euros.

A partida será organizada pela FPF e em jogo estará o Troféu Vicente Lucas, internacional português nascido em Moçambique, nome essencial da história do CF Os Belenenses e um dos magriços de 1966.

Além do apoio de SL Benfica e Sporting CP, o jogo solidário conta com o suporte do CF Os Belenenses, que cede o Estádio do Restelo, da Associação de Futebol de Lisboa e do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol.

Em declarações ao site fpf.pt, Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, agradeceu aos dois clubes a disponibilidade revelada para este jogo. "É com um sentimento, por um lado, de grande consternação e, por outro, de enorme gratidão que a FPF anuncia a realização de um jogo de solidariedade entre as equipas femininas do Sporting CP e o SL Benfica, a realizar no Estádio do Restelo, e cujas receitas líquidas reverterão na totalidade para a ajuda ao povo moçambicano e às vítimas da terrível tragédia ocorrida na cidade da Beira.

Gostaria de agradecer penhoradamente aos dois clubes a imediata disponibilidade revelada para esta ação concertada de responsabilidade social e igualmente sublinhar que procuraremos, através de outras ações complementares, ajudar a que possam, pelo menos, ser minorados os efeitos desta tragédia.

Nesta altura de grande tristeza, relembro ainda os laços que unem umbilicalmente os dois países e deixo, em nome de todo o futebol português, uma palavra de grande solidariedade a todos os moçambicanos. Juntos, estou certo, conseguiremos ajudar à recuperação do vosso país".