Saltar para o conteúdo
Content ID: PR_WCS01_UCM01083853

Prémio BPI "la Caixa" Rural

Prémio BPI

Para apoiar projetos combatam as fragilidades e exclusões sociais reforçando a coesão das comunidades rurais.

Prémio BPI la Caixa Rural 2019
 
Prémio BPI la Caixa Rural

O BPI e a Fundação "la Caixa" lançam a 2ª edição do Prémio Rural, um prémio para população de meios rurais em situação de vulnerabilidade, para apoiar projetos nas áreas do envelhecimento, deficiência e incapacidade, integração laboral, interculturalidade e coesão social.

O valor do Prémio Rural é de 750 mil euros e podem candidatar-se todas as instituições privadas sem fins lucrativos que apresentem projetos sólidos e inovadores nesta área.

Criado em 2019, o Prémio Rural atribuiu 750 mil euros a 22 projetos.

O Prémio Rural foi adaptado ao contexto atual, apoiando projetos que apresentem respostas concretas para acompanhar as pessoas afetadas pela crise provocada pela pandemia do Coronavírus.


Candidaturas

De 28 de abril até 22 de junho (até às 23h59).
(Alargado o prazo de candidatura face ao atual contexto de crise provocada pela pandemia do Coronavírus).

Cada entidade promotora só pode apresentar 1 candidatura por Prémio, candidaturas a 2 Prémios e só poderá ser premiada uma vez em cada edição.

Na edição 2020, são 5 os Prémios que se distinguem entre si, pelo seu âmbito de atuação - Prémio Infância, Solidário, Seniores, Capacitar e Rural.

A quem se destina

A todas as instituições privadas sem fins lucrativos, com sede ou delegação legalmente constituída em Portugal ou com núcleos com autonomia comprovada, há pelo menos um ano, com projetos que visem a melhoria da qualidade de vida e a igualdade de oportunidades de população de meios rurais em situação de vulnerabilidade social.

Prémio

O apoio financeiro poderá ser até 85% do custo total do projeto, com os seguintes limites máximos de comparticipação:

Apoio
1 ano 2 anos
Sem parceria 40.000€ 80.000€
Com parceria 60.000€ 120.000€

Critérios de avaliação

Todas as candidaturas serão avaliadas e selecionadas de acordo com os seguintes critérios:

  • Qualidade - tendo em conta a experiência da instituição e programação do projeto;
  • Sustentabilidade - com base na solidez económica da entidade e adequação dos recursos do projeto;
  • Relevância - tendo em conta a inovação e impacto social esperado.

Terão valorização adicional candidaturas que apresentem projetos com as seguintes caraterísticas:

  • Em parceria com uma ou mais entidades - em que a complementaridade permite otimizar os recursos do projeto;
  • De humanização da saúde - em especial projetos que promovam o apoio a cuidados paliativos, sendo esta uma das prioridades da ação da Fundação "la Caixa" em Portugal.

Ações prioritárias

São consideradas prioritárias para efeitos de seleção de candidaturas as ações que visam solução para os seguintes temas:

  • Envelhecimento - promoção da vida ativa e da autonomia pessoal, respostas ao isolamento e o apoio às famílias;
  • Incapacidade - promoção da autonomia pessoal, desenvolvimento centrado na pessoa, apoio às famílias e promoção da ocupação inclusiva;
  • Pobreza e exclusão social - desenvolvimento social e educacional de crianças e adolescentes e pessoas em situação de vulnerabilidade;
  • Integração laboral - promover o trabalho em rede, o autoemprego, o empreendedorismo, a sensibilização de empresas e a capacitação profissional orientada e com acompanhamento;
  • Interculturalidade e coesão social - integração de imigrantes e refugiados e a participação cívica na gestão do bem comum;
  • Saúde – assegurar as necessidades básicas de alimentação e higiene e garantir a humanização da saúde.

Enquadramento

Os Prémios BPI "la Caixa" regem-se por um regulamento único que tem como suporte documentos de apoio à candidatura de caráter vinculativo. São 5 os Prémios, com diferentes prazos de candidatura diferentes e que se distinguem entre si, pelo seu âmbito de atuação.

Estado

Candidate-se aqui

Candidaturas abertas de 28 de abril até 22 de junho (até às 23h59).
(Alargado o prazo de candidatura face ao atual contexto de crise provocada pela pandemia do Coronavírus).

Como se candidatar

As candidaturas são efetuadas on-line, em www.premiosbpilacaixa.pt, efetuando os seguintes passos:

  1. Registo prévio das entidades promotoras e entidades parceiras, submetendo um processo de acreditação. Note-se que:
    i) entidades com candidaturas anteriores, já se encontram acreditadas, devendo validar e atualizar a informação, se necessário.
    ii) entidades que se candidatam pela primeira vez em 2020, devem submeter um novo processo de acreditação.
  2. Preencher o formulário de candidatura e anexar toda a documentação necessária.

Documentação

A candidatura exige a aceitação das condições do regulamento do prémio. Antes de se candidatar consulte o regulamento e toda a documentação de apoio de carater vinculativo (informação a disponibilizar até 28 de janeiro):

Regulamento
Lista de Documentos a entregar
Guia de apoio
Prémio Rural - Zonas Geográficas
Perguntas Frequentes

Júri

O Júri, nomeado pelo BPI e pela Fundação "la Caixa" para os 5 Prémios, é composto pelos seguintes elementos:

  • António Barreto - Presidente do Júri
  • António Seruca Salgado
  • Carlos Farinha Rodrigues
  • Marc Simon Martinez
  • Rafael Chueca Blasco

Contactos

(disponível das 8h às 20h)
premiosbpi.lacaixa@bancobpi.pt
800 22 33 44


Projetos Premiados 2019

ADENORMA - Associação de Desenvolvimento da Costa Norte da Madeira

Teleassistência móvel para idosos

  • Dotar pessoas idosas em situação de isolamento, de um serviço de teleassistência móvel, com ligação aos bombeiros;
  • Fortalecer o sentimento de segurança e a tranquilidade dos beneficiários, fomentando o envelhecimento ativo, fora de casa.

São Vicente | € 1.980

 

ADENORMA - Associação de Desenvolvimento da Costa Norte da Madeira
 

Aldeias Humanitar - Associação de Solidariedade Social

Cuidados continuados em casa

  • Cuidar de idosos sem retaguarda familiar em meio rural e sem cuidados de saúde de proximidade;
  • Criar uma equipa multidisciplinar para prestação de cuidados continuados e ações paliativas em casa.

Sernancelhe | € 26.240

 

Aldeias Humanitar - Associação de Solidariedade Social
 

Associação Portuguesa de Familiares e Amigos de Doentes de Alzheimer

Acompanhamento da demência

  • Criar uma unidade itinerante de apoio e intervenção psicossocial especializada em demências;
  • Melhorar a qualidade de vida da pessoa com demência e dos cuidadores informais.

Almeirim | € 31.950

 

Associação Portuguesa de Familiares e Amigos de Doentes de Alzheimer
 

Cáritas Diocesana de Coimbra

Dar voz à comunidade sénior

  • Participação ativa dos seniores na identifcação dos problemas e necessidades locais;
  • Melhorar a qualidade de vida das comunidades para um envelhecimento em melhores condições e identificar o que é prioritário alterar.

Arganil | € 48.410

 

Cáritas Diocesana de Coimbra
 

Centro de Solidariedade Social Nossa Senhora da Luz

Prevenir o isolamento social

  • Levar o centro de dia a populações isoladas, proporcionando atividades vocacionadas para seniores em diversos locais da região;
  • Reduzir o isolamento proporcionando atividades de lazer, motricidade, convívio, estimulação cognitiva e sensorial.

Santarém | € 33.460

 

Centro de Solidariedade Social Nossa Senhora da Luz
 

Centro Social do Vale do Homem

Resposta especializada à demência

  • Dar acesso a um espaço dedicado a pessoas com doença de alzheimer e outras demências;
  • Preservar as capacidades ainda existentes promovendo a autonomia pessoal e social e auxiliar as respetivas famílias.

Vila Verde | € 37.190

 

Centro Social do Vale do Homem
 

Centro Social Paroquial de Nossa Senhora da Conceição

Apoio domiciliário

  • Melhorar e alargar o serviço de apoio domiciliário a idosos isolados sem acesso direto a serviços do dia-a-dia, como centros de saúde, centros de dia e lojas alimentares;
  • Criar condições para o transporte de refeições e facilitar o acesso dos beneficiários a cuidados de saúde e reabilitação diários.

Guarda | € 30.851

 

Centro Social Paroquial de Nossa Senhora da Conceição
 

Centro Social Paroquial de Nossa Senhora da Luz

Formar cuidadores informais

  • Apoiar o cuidador informal na capacitação, disponibilidade de dias de descanso, através de equipa técnica especializada que se desloca ao domicílio;
  • Atender às necessidades físicas, afectivas, espirituais e sociais do cuidador informal e da pessoa doente.

Torres Vedras | € 37.820

 

Centro Social Paroquial de Nossa Senhora da Luz
 

Centro Social Paroquial de Santo André de Estremoz

Mais proximidade

  • Dinamizar uma equipa técnica da área social, para acompanhar idosos isolados, numa relação de contínua proximidade;
  • Potenciar o uso de uma plataforma tecnológica interativa para combater a solidão e promover a estimulação cognitiva e sensorial.

Estremoz | € 19.521

 

Centro Social Paroquial de Santo André de Estremoz
 

Centro Social, Recreativo e Cultural de Vilar de Maçada

Criar jardim sensorial

  • Disponibilizar um jardim sensorial, para promover o bem-estar de utentes com demência, através da estimulação e contacto com a natureza;
  • Formar técnicos, auxiliares e guias com competências na área das terapias sensoriais.

Alijó | € 30.000

 

Centro Social, Recreativo e Cultural de Vilar de Maçada
 

Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação da Guarda

Saúde para todos

  • Promover oportunidades de acesso a cuidados de saúde de especialidades médicas a pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconómica;
  • Definição de um plano individual de saúde, assegurando a equidade no acesso a serviços de saúde oral, auditiva, mental, entre outras.

Guarda | € 36.000

 

Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação da Guarda
 

Fundação Álvaro Carvalho

Complementar serviços de saúde

  • Facilitar o acesso a cirurgias às cataratas, consultas de cardiologia e promoção de boas técnicas de mobilização de idosos;
  • O projeto conta com a participação de Câmaras Municipais locais, com voluntariado médico especializado e com profissionais de lares da região.

Penamacor | € 55.000

 

Fundação Álvaro Carvalho
 

Fundação Francisco António Meireles

Terapia de estimulação

  • Criar uma Sala de Snoezelen, para melhorar a prestação de cuidados, qualidade de vida e o bem-estar de utentes idosos;
  • Promover terapêuticas que diminuem a ansiedade, a agitação e os sentimentos depressivos, potenciando o humor, a autoestima, o autocontrolo e o relaxamento.

Torre de Moncorvo | € 20.448

 

Fundação Francisco António Meireles
 

Fundação São João de Deus

Academia da Memória

  • Implementar ações de rastreio e prevenção da degeneração da saúde mental, num processo de estimulação cognitiva baseado em jogos de memória;
  • Apoiar idosos autónomos, residentes nas suas habitações e cuidadores interessados em implementar os jogos de memória com as pessoas a cargo.

Funchal | € 39.520

 

Fundação São João de Deus
 

Santa Casa da Misericórdia da Redinha

Capacitar cuidadores informais

  • Desenvolver um plano integrado individualizado e em casa para formação de cuidadores informais;
  • Capacitar os cuidadores para as exigências do quotidiano, através de acompanhamento psicológico e ajuda técnica.

Pombal | € 35.130

 

Santa Casa da Misericórdia da Redinha
 

Santa Casa da Misericórdia de Arganil

Criar equipa de cuidados paliativos

  • Disponibilizar sistema de apoio que garanta o bem-estar físico, emocional e espiritual a pessoas com doença avançada;
  • Criar uma equipa de cuidados paliativos, constituída por profissionais especializados e voluntários para intervenção humanizada em contexto domiciliário e familiar.

Arganil | € 50.000

 

Santa Casa da Misericórdia de Arganil
 

Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses

Apoio médico móvel a idosos isolados

  • Apoiar os idosos em situação frágil, residentes em freguesias rurais com um serviço móvel na área social e da saúde;
  • Capacitar os cuidadores para um cuidado mais humanizado ajudando-os a reduzir a sobrecarga.

Marco de Canaveses | € 55.000

 

Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses
 

Santa Casa da Misericórdia de Miranda do Douro

Saúde ao domicílio

  • Criação de equipa multidisciplinar de saúde e apoio social, para intervir junto de pessoas com deficiência e sem retaguarda familiar;
  • Promover a autonomia no domicílio e combater o isolamento e a institucionalização precoce, promovendo os cuidados paliativos, qualidade de vida e autonomia.

Miranda do Douro | € 39.450

 

Santa Casa da Misericórdia de Miranda do Douro
 

Santa Casa da Misericórdia de Semide

Assegurar transporte a idosos

  • Prestar um serviço de transporte e acompanhamento de idosos a serviços de saúde e serviços de proximidade;
  • Promover a autonomia e minimizar o isolamento dos idosos em contexto rural.

Miranda do Corvo | € 30.050

 

Santa Casa da Misericórdia de Semide
 

Santa Casa da Misericórdia Campo Maior

Apoiar doentes de Alzheimer e cuidadores

  • Dinamizar uma Escola do Cuidador para apoiar na forma de lidar com as diferentes etapas da doença;
  • Promover ateliers de prevenção e estimulação destinados a idosos com demências.

Campo Maior | € 40.000

 

Santa Casa da Misericórdia Campo Maior
 

Santa Casa da Misericórdia de Reguengos de Monsaraz

Banco de produtos de apoio

  • Alargar a capacidade e as ajudas técnicas disponíveis no Banco de Produtos de Apoio existente na localidade;
  • Facilitar a autonomia e conforto dos utentes através da disponibilização de um leque alargado de ajudas para facilitar as atividades quotidianas.

Reguengos de Monsaraz | € 13.110

 

Santa Casa da Misericórdia de Reguengos de Monsaraz
 

Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla

Apoio especializado ao doente

  • Serviço ao domicílio para identificar necessidades e realizar atividades junto de doentes com Esclerose Múltipla;
  • Cultivar no doente uma atitude proativa adequada ao seu estado físico e psicológico, capacitando-o no seu processo de autonomia.

Viseu | € 38.870

 

Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla