Leasing de Equipamento

Partilhe    

Locação Financeira de equipamento (leasing de equipamento), com opção de aquisição pelo valor residual no final do prazo determinado.

Enquadramento

O Leasing de Equipamento é uma operação de financiamento que consiste na cedência de utilização de um determinado bem por parte de uma locadora (Banco) a um Cliente (locatário), durante um período de tempo, mediante o recebimento de uma renda. Neste tipo de operações o locatário tem a opção de adquirir o equipamento, no final do prazo, pelo valor residual.

Vantagens

 Ótica do locatário:

  • Livre escolha do fornecedor e do equipamento que pretende usufruir;
  • Entrada inicial flexível. No limite, o valor do equipamento pode ser totalmente financiado, sem entrada inicial;
  • Financiamento de médio/longo prazo, possibilitando que os encargos da operação sejam suportados pela rentabilidade que se retira da utilização do equipamento;
  • O IVA das rendas é dedutível;
  • Operações isentas de imposto de selo sobre utilização de crédito e sobre os juros;
  • Adequação do prazo de financiamento à vida útil do bem;
  • Liquidação direta ao fornecedor pelo Banco.

Ótica do fornecedor:

  • Aumenta o volume de vendas;
  • Aumenta a percentagem das vendas a pronto pagamento;
  • Maior fidelização do Cliente na altura de substituição do equipamento;
  • Elimina os encargos de análise de financiamento e os riscos de cobrança;
  • Não preenche plafonds bancários ao financiar as vendas aos seus Clientes;
  • Maior segurança no recebimento visto que a liquidação da fatura é efetuada pelo Banco.

 

Beneficiários

Pessoas Coletivas, Empresário em Nome Individual e Profissionais liberais no âmbito das suas atividades profissionais.

 

Mercado alvo negativo

Pessoas singulares, com exceção de Empresários em Nome Individual e Profissionais Liberais no âmbito da sua atividade profissional.

Operações Elegíveis

Equipamentos financiáveis

Qualquer equipamento ou veículo pesado é passível de ser locado, exceto embarcações, aeronaves e caravanas / autocaravanas para fins não empresariais.

Aquisição
Operação de locação financeira em que o contrato é iniciado no momento da receção do equipamento pelo locatário.

Lease-back
Operação em que o vendedor e o locatário são a mesma entidade jurídica.
Nota: por regra, todas as operações de importação serão financiadas através de lease-back.

Operações com período de carência
Operação de locação financeira em que o contrato é iniciado no momento da entrega do bem pelo Fornecedor ao Locatário, mas o início do débito das rendas só ocorrerá após o período de carência. Caso a carência também seja dada pelo fornecedor, não haverá contagem de juros durante esse período.

Operações com pré-financiamento
Operações de locação financeira em que existe, durante um período pré-estabelecido, um ou vários adiantamentos de capital por parte do locador, suportando o locatário pré-rendas que correspondem aos juros sobre o capital líquido desembolsado pelo locador. Findo esse período é dado início à locação, coincidindo com a receção do equipamento pelo locatário.

Operações com garantia mútua
De forma a mitigar risco em operações de leasing o decisor pode exigir como condição a contratação de uma garantia mútua. Este tipo de garantia é também muitas vezes utilizado nas linhas protocoladas onde, por norma, a comissão de garantia é suportada/bonificada pela entidade gestora da linha protocolada.

Cessão de posição contratual
Consiste na alteração do titular do contrato durante a sua vigência. O locatário (cedente) cede a sua posição a favor de um terceiro (cessionário), mantendo-se todos os direitos e obrigações do contrato em vigor. Em termos processuais, é emitido um contrato tripartido de cessão de posição contratual em que também podem ser alteradas outras condições contratuais, por exemplo – prazo, taxa, etc.

Operações Elegíveis

Não existe limite mínimo ou máximo.

Prazo

Os prazos devem ser ajustados ao período de vida útil do equipamento.

Garantias

As garantias que vierem a ser acordadas com o BPI.

Condições

Taxa de Juro
As operações podem ser contratadas nas seguintes modalidades:

  • Taxa Variável - composta por um indexante variável (indexado a uma taxa de referência de mercado) + um spread comercial;
  • Taxa Fixa - composta por um indexante fixo ao longo de toda a vida da operação + um spread comercial.

Rendas
As rendas são compostas por capital e juros, podendo ser:

  • constantes ou variáveis, com amortização de capital fixa ou decrescente, sazonais;
  • antecipadas ou postecipadas;
  • mensais, trimestrais, semestrais ou anuais.

Valor Residual (Opção de Compra)
O valor residual é uma condição obrigatória que se traduz na faculdade do Cliente (locatário) poder adquirir o equipamento no final do contrato. Quando acionada a opção de compra, resulta na transmissão da propriedade do bem locado para o locatário.

Fiscalidade
As operações de leasing são sujeitas a IVA que é dedutível de acordo com a legislação em vigor, não sendo sujeitas a imposto de selo sobre utilização de crédito e juros, como acontece nas operações de crédito.

Contabilidade
O equipamento é registado no imobilizado do locatário, os juros são contabilizados como custos e os equipamentos são amortizados pelo locatário, de acordo com as tabelas de amortização existentes.

Links Úteis

Para mais informações, contacte qualquer Balcão ou Centro de Empresas e Institucionais ou consulte bancobpi.pt/empresas.

Notas

A presente informação tem natureza publicitária e não dispensa a consulta de informação pré-contratual e contratual legalmente exigida, não constituindo uma proposta contratual.

Contratação sujeita a aprovação prévia das entidades envolvidas e sujeita às condições definidas em função do perfil de risco para cada operação.